Notícias

Itambé/PR começa a colheita da soja com produtividades máximas de 20 sacas por hectare.

Confira a íntegra da entrevista com o produtor rural e consultor no agro de Itambé/PR no vídeo, CLIQUE AQUI.

Região ficou sem chuva entre 18 de novembro e 7 de janeiro, o que refletiu diretamente na queda de produção. Expectativa agora é para volta das precipitações na próxima semana para garantir bom plantio da safrinha de milho.

A primeiras lavouras de soja colhidas em Itambé no Paraná estão registrando produtividades entre 10 e 20 sacas por hectare, como reflexo do longo período sem precipitações e temperaturas elevadas na região.

Segundo o produtor rural e consultor no agro, Nivaldo Forastieri, o município não registrou chuvas entre 18 de novembro e 7 de janeiro, com a volta de chuvas muito irregulares, afetando as plantas justamente na fase mais crítica de enchimento dos grãos.

Com esse resultado negativo, os produtores amargam a terceira safra consecutiva com perdas de produtividade após os problemas da safrinha de milho 2021 e da soja 2020/21, ficam mais descapitalizados e precisam buscar o acionamento de seguros e tentar renegociar contratos e pagamentos.

A esperança para os produtores é que a chuva volte na próxima semana, conforme indicam algumas previsões, para que o plantio da segunda safra de milho possa começar e se concentrar dentro da melhor janela para a região, que é o mês de fevereiro.

Original de Notícias Agrícolas

Jurídico, Gestão, Inovação e Tecnologia são os quatro pilares de consultoria no Agronegócio da Foraster Agrointeligência.

Contato@foraster.com.br

Foraster.com.br

Diretor da Foraster Agrointeligência, Nivaldo Forastieri, Concede Entrevista ao Notícias Agrícolas Sobre o Início da Colheita de Soja no Paraná

Itambé/PR começa a colheita da soja com produtividades máximas de 20 sacas por hectare.

Confira a íntegra da entrevista com o produtor rural e consultor no agro de Itambé/PR no vídeo, CLIQUE AQUI.

Região ficou sem chuva entre 18 de novembro e 7 de janeiro, o que refletiu diretamente na queda de produção. Expectativa agora é para volta das precipitações na próxima semana para garantir bom plantio da safrinha de milho.

A primeiras lavouras de soja colhidas em Itambé no Paraná estão registrando produtividades entre 10 e 20 sacas por hectare, como reflexo do longo período sem precipitações e temperaturas elevadas na região.

Segundo o produtor rural e consultor no agro, Nivaldo Forastieri, o município não registrou chuvas entre 18 de novembro e 7 de janeiro, com a volta de chuvas muito irregulares, afetando as plantas justamente na fase mais crítica de enchimento dos grãos.

Com esse resultado negativo, os produtores amargam a terceira safra consecutiva com perdas de produtividade após os problemas da safrinha de milho 2021 e da soja 2020/21, ficam mais descapitalizados e precisam buscar o acionamento de seguros e tentar renegociar contratos e pagamentos.

A esperança para os produtores é que a chuva volte na próxima semana, conforme indicam algumas previsões, para que o plantio da segunda safra de milho possa começar e se concentrar dentro da melhor janela para a região, que é o mês de fevereiro.

Original de Notícias Agrícolas

Jurídico, Gestão, Inovação e Tecnologia são os quatro pilares de consultoria no Agronegócio da Foraster Agrointeligência.

Contato@foraster.com.br

Foraster.com.br